Home Sessões Públicas
Sessões Públicas
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

[19 Set 2008]

O MPPM E A CÂMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE PROMOVEM SESSÃO PÚBLICA SOBRE A SITUAÇÃO NA PALESTINA

O MPPM, Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente, com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, promoveu uma Sessão Pública de Informação e Esclarecimento sobre a Situação na Palestina, no dia 19 de Setembro, no Auditório do Museu do Vidro, na Marinha Grande..

Desde que, em 1948, em violação da Resolução 181 da ONU que previa a partilha em dois Estados, Israel proclamou a independência em 78% do território, forçando ao êxodo centenas de milhar de palestinos, que este martirizado povo vem sofrendo a NAKBA – a catástrofe para os povos árabes. Em 1967, Israel ocupou o restante território: Jerusalém Oriental, Cisjordânia e Faixa de Gaza. O final do século XX e o início deste século não trouxeram solução para o problema palestino: os sucessivos “processos de paz” têm sido um fracasso; proliferaram os colonatos israelitas na Cisjordânia e foi construído o “muro da vergonha”; é recusado o direito de regresso dos refugiados; organiza-se o bloqueio a Gaza, enquanto prosseguem as anexações em Jerusalém Oriental.

Perante isto, a opinião pública portuguesa quer ser informada sobre o que se passa hoje, realmente, nos territórios ocupados da Palestina, em Gaza, na Cisjordânia, e questiona-se quanto ao que pode ser feito em defesa dos direitos do povo palestino e pela construção de um Estado Palestino livre, unido, independente e viável, como condição sine qua non para a Paz no Médio Oriente.

Para responder a estas questões, o MPPM e a CMMG promoveram esta sessão, moderada por Aberto Cascalho, Presidente da Câmara Municipal, e que registou intervenções da Embaixadora Randa Nabulsi, Delegada Geral da Palestina, e de José Neves e Carlos Silva, membros da Direcção Nacional do MPPM.

Foi, ainda, exibido o filme “O Muro de Ferro”, realizado em 2006 por Muhammed Alatar, que ilustra, de forma sucinta mas esclarecedora, o que tem sido a acção repressiva de Israel sobre o Povo Palestino.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

[11 Jul 2008]

RANDA NABULSI E SILAS CERQUEIRA INTERVÊM EM SESSÃO DE SOLIDARIEDADE NO PORTO EVOCATIVA DOS 60 ANOS DA NAKBA PALESTINA

O MPPM – Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente – , a Associação de Colectividades do Concelho do Porto, a Associação Portugal-Moçambique e a Índico – Associação Cívica Moçambicana, promoveram, no dia 11 de Julho, pelas 21:30 horas, em Massarelos, no Porto, uma sessão pública de solidariedade evocativa dos 60 anos da Nakba palestina.

A NAKBA, que em árabe quer dizer Catástrofe, e cujo 60º aniversário se evoca, marca o princípio da tragédia que se abateu sobre o Povo Palestino, perseguido, massacrado e expulso da sua terra pelos novos ocupantes.

A independência do Estado de Israel, proclamada unilateralmente em 14 de Maio de 1948, significou para os palestinos o início da devastação da sua sociedade, a eclosão de um drama individual e colectivo que perdura até aos nossos dias. Repartido o seu território pelo novel Estado judaico (na parte consagrada pela Resolução 181 das Nações Unidas, de 29 de Novembro de 1947), pelo reino da Jordânia (a Cisjordânia) e pelo Egipto (a Faixa de Gaza), os palestinos tornaram-se exilados na sua própria pátria, com a maioria das terras confiscadas e os direitos cívicos reduzidos ou eliminados.

Para informar e sensibilizar a opinião pública da cidade do Porto para o drama vivido pelo Povo Palestino, o MPPM, a Associação de Colectividades do Concelho do Porto, a Associação Portugal-Moçambique e a Índico – Associação Cívica Moçambicana, organizaram uma sessão pública de esclarecimento e solidariedade no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Massarelos, com moderação de Henrique Ornelas, vogal da Junta de Freguesia, sendo oradores Randa Nabulsi, Delegada-Geral da Palestina em Portugal, e Silas Cerqueira, da Direcção Nacional do MPPM. Foi ainda exibido o filme “O Muro de Ferro”, cedido pela Delegação da Palestina.

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

[08 Jul 2008]

JOSÉ SARAMAGO INTERVÉM EM SESSÃO ORGANIZADA PELO MPPM EVOCATIVA DOS 60 ANOS DA NAKBA PALESTINA

O MPPM promoveu, no dia 26 de Maio, pelas 21 horas, no Teatro Cinearte / “A Barraca”, uma sessão pública de solidariedade evocativa dos 60 anos da Nakba palestina.

A sessão foi aberta por Isabel Allegro Magalhães, co-Presidente do MPPM, seguindo-se a leitura de poemas dos poetas palestinos Hanan Awwad e Mahmud Darwish por Maria do Céu Guerra e João D’Ávila.

Seguiram-se intervenções de:

- Randa Nabulsi (Delegada-Geral da Palestina em Portugal)

- Miguel Portas (Eurodeputado, membro da Comissão de Ligação entre o Parlamento Europeu e o Conselho Legislativo da Palestina)

- Alan Stoleroff (Investigador e Professor Universitário)

- Bruno Dias (Deputado à Assembleia da República e membro da Comissão Executiva do MPPM)

- Mohammad Barakeh (Deputado ao Knesset, Presidente da Hadash – Frente democrática pela Paz e Igualdade)

- José Saramago (Prémio Nobel da Literatura, Presidente da Assembleia-Geral do MPPM)

A sessão foi encerrada por Mário Ruivo, co-Presidente do MPPM.

A NAKBA, que em árabe quer dizer Catástrofe, e cujo 60º aniversário se evoca, marca o princípio da tragédia que se abateu sobre o Povo Palestino, perseguido, massacrado e expulso da sua terra pelos novos ocupantes.

A independência do Estado de Israel, proclamada unilateralmente em 14 de Maio de 1948, significou para os palestinos o início da devastação da sua sociedade, a eclosão de um drama individual e colectivo que perdura até aos nossos dias. Repartido o seu território pelo novel Estado judaico (na parte consagrada pela Resolução 181 das Nações Unidas, de 29 de Novembro de 1947), pelo reino da Jordânia (a Cisjordânia) e pelo Egipto (a Faixa de Gaza), os palestinos tornaram-se exilados na sua própria pátria, com a maioria das terras confiscadas e os direitos cívicos reduzidos ou eliminados.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Seguinte > Final >>

Página 7 de 7
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing