Home Outros Documentos Outros Documentos
Outros Documentos

DocumentsDate added

Order by : Name | Date | Hits [ Descendent ]
Arlene Clemesha é professora de História Árabe e Directora do Centro de Estudos Árabes na Universidade de São Paulo. Neste artigo, denuncia a forma como o "Ocidente" constrói uma imagem mistificada do Irão na perspectiva da teoria do "Choque das Civilizações". Aponta a hipocrisia de quem condena as alegadas violações de direitos humanos no Irão, ignorando práticas similares nos países ocidentais e seus aliados, e demonstra que o "Ocidente" está tão obcecado em isolar o Irão que ignora ostensivamente os sectores que, no interior do país, lutam por mudanças.

Tradução não oficial das secções V-Conclusões e VI-Recomendações do "Relatório da missão de inquérito internacional independente para investigar as implicações dos colonatos israelitas nos direitos civis, políticos, económicos, sociais e culturais do povo palestino no Território Palestino Ocupado, incluindo Jerusalém Oriental" (Doc. A/HRC/22/63, 2 Fevereiro 2013)

A Cimeira dos Povos reuniu em Bruxelas, em 10 e 11 de Junho de 2015, mais de 1500 representantes de 346 organizações da sociedade civil de 43 países da Europa, da América do Sul e das Caraíbas.

A Declaração Final é um importante compromisso programático sobre questões como a integração regional e o desenvolvimento da América Latina, a protecção do meio ambiente, o apoio aos regimes progressistas da América Latina, o desenvolvimento de uma sociedade igualitária por oposição ao modelo neoliberal, o apoio aos direitos do povo palestino, a oposição à expansão da NATO, a oposição ao racismo e à xenofobia, a transformação do controlo dos meios de comunicação, enfim, tudo o que possa contribuir para a construção de um mundo melhor.

cartaz sim a paz nao a nato junho 2016 peqUm conjunto de organizações portuguesas defensoras da paz, em que se integra o MPPM, promove uma campanha de denúncia da Cimeira da NATO que se reune em Varsóvia em Julho de 2016. Neste documento, as organizações promotoras denunciam o pendor agressivo da NATO e apresentam as suas propostas para pôr termo às ameaças à paz que ela constitui.  

Este relatório foi elaborado pelos estado-unidenses Virginia Tilley e Richard Falk, especialistas em Direito Internacional, e apresentado por Rima Khalaf, Secretária Executiva da Comissão Económica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental.

O relatório conclui que Israel estabeleceu um regime de apartheid que domina o povo palestino como um todo. Conscientes da gravidade desta alegação, os autores do relatório concluem que as provas disponíveis demonstram, para além de qualquer dúvida razoável, que Israel é culpado de políticas e práticas que constituem o crime de apartheid como legalmente definido em instrumentos de direito internacional.

Por decisão do Secretário-Geral da Nações Unidas. António Guterres, o relatório foi retirado da página oficial das Nações Unidas, o que levou à demissão de Rima Khalaf.

<< Início < Anterior 1 2 3 Seguinte > Final >>
Página 1 de 3
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing