Home Cultura Palestina
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A cultura palestina: uma cultura árabe, milenária, resistente e humanista1

Adel Yussef Sidarus2

adel sidarusPara introduzir-vos a esta sessão cultural sobre a Palestina, falarei hoje da cultura palestina enquanto:

a) Cultura árabe, ao mesmo tempo particular e universal,

b) Cultura ligada ao território, com a sua milenária e diversificada ocupação humana,

c) Cultura militante e resistente, ao mesmo tempo que profundamente humanista.

Cultura árabe

A palavra árabe hoje é polivalente.

Para além do significado étnico relativo às populações da Península arábica, ou de origem nesse grande deserto milenar..., árabe é um qualquer habitante dos Países árabes, ou que se reconhecem como tais. Países que vão do Atlântico (Mauritânia, Povo Sahrawi, Marrocos) até à Mesopotâmia (Iraque), e da Síria, ao Norte, até ao Sudão (do Norte) e à Somália, ao Sul.

Mas árabe diz-se sobretudo de uma língua que funciona - para glosar Fernando Pessoa - como "mátria": uma língua escrita comum, largamente afiliada à língua corânica, mas também impregnada pela extraordinária civilização árabo-islâmica, velha de um milénio e meio e que abrangeu um espaço geo-humano que vai da China até ao Atlântico. Uma "civilização intermédia" por excelência na história da humanidade, ligando o Oriente ao Ocidente, enriquecida pelos contributos de tantos povos e etnias: árabes, siro-arameus, persas, arménios, curdos, indianos, turcos, mongóis, malaios, chineses etc., a Oriente - e greco-romanos, egípcios ou coptas, berberes, africanos e euro-ibéricos, a Ocidente.

Ler mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 Seguinte > Final >>

Página 3 de 6
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing