Home Comunicados COMUNICADO 01/2014
COMUNICADO 01/2014 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

MPPM saúda a Revolução de Abril

No dia em que se assinala o 40º aniversário da Revolução de Abril, o Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM):

  • SAÚDA os militares que, em 25 de Abril de 1974, devolveram ao povo português a liberdade, a dignidade e a esperança, abriram o caminho à independência dos povos submetidos ao domínio colonial português e recolocaram Portugal no lugar que lhe competia no concerto das nações;
  • SAÚDA todos os homens, mulheres e jovens que, individual ou colectivamente, ao longo de quatro décadas, têm pugnado pela defesa intransigente das conquistas de Abril, na defesa da democracia, da liberdade, do desenvolvimento e da justiça social;
  • SAÚDA o carácter marcadamente humanista, progressista e pacifista da Constituição da República Portuguesa, no que respeita às relações internacionais, que se mantém, a despeito dos ataques e perversões de que tem sido alvo;
  • SAÚDA todos os portugueses amantes da paz que têm manifestado a sua solidariedade internacionalista activa para com os povos que, em todo o mundo, lutam pela liberdade, pela democracia e pela independência e, em especial, para com o povo palestino;
  • RECORDA que só no Portugal livre e democrático saído de Abril foi possível realizar em Lisboa, em Novembro de 1979, a Conferência Mundial de Solidariedade com o Povo Árabe e a sua Causa Central: a Palestina, que trouxe a Portugal, durante esses dias, o Presidente da OLP, Yasser Arafat, na sua primeira visita a um país da Europa Ocidental, durante a qual foi recebido pelo Chefe de Estado e o Primeiro-Ministro, então, respectivamente, General Ramalho Eanes e Engenheira Maria de Lurdes Pintassilgo;
  • EXORTA o governo português a respeitar a Constituição da República, tanto nas relações entre Estados como nas organizações internacionais em que Portugal se integra, em particular no tratamento da questão palestina e da situação no Médio Oriente, respeitando e fazendo respeitar o direito do Povo Palestino à autodeterminação e à independência e propugnando a solução pacífica dos conflitos, abstendo-se de ingerência nos assuntos internos de outros estados;
  • APELA ao movimento popular, às autarquias locais, às organizações sindicais, aos movimentos de jovens e organizações de mulheres, às outras organizações democráticas e progressistas e a todos os cidadãos em geral para que dêem expressão ao espírito libertador e solidário de Abril, neste ano que é, também, Ano Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino, contribuindo para alargar o conhecimento e a mobilização em torno da causa nacional deste povo.

Lisboa, 25 de Abril de 2014
A Direcção Nacional do MPPM

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing