Home
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

100 ANOS DO ACORDO SYKES-PICOT: UM SÉCULO DE INGERÊNCIA E PREPOTÊNCIA OCIDENTAL

Em 16 de Maio de 2016, completaram-se 100 anos desde a assinatura do documento que ficou para a história como «Acordo Sykes-Picot». Este acordo previa a divisão em «esferas de influência» francesa e inglesa das possessões árabes do Império Otomano.

Apesar de questionadas desde o início, as fronteiras do pós-guerra no Médio Oriente revelaram-se muito resistentes. A maior e mais trágica excepção é o caso da Palestina.

Cem anos após o Acordo Sykes-Picot continuam a fazer-se sentir no Médio Oriente os efeitos mortíferos da ingerência imperial.

Ao longo destes cem anos, nem por um dia se interrompeu a procura de domínio e a ingerência dos países ocidentais na região, primeiro a França e o Reino Unido, mais tarde os Estados Unidos.

O MPPM entende que é mais necessária do que nunca a solidariedade com os povos desta região por parte daqueles que em Portugal, inspirados pelas disposições da Constituição da República, prezam os princípios da independência nacional, do respeito dos direitos humanos, da paz e da justiça nas relações entre os povos.

No Comunicado 10/2016, que que pode ler aqui na íntegra, descrevemos o contexto e as consequências históricas do Acordo Sykes-Picot.

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing