Home Actualidade 13 JORNALISTAS PALESTINOS FERIDOS AO TENTAREM COBRIR MANIFESTAÇÃO EM JERUSALÉM ORIENTAL
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

13 JORNALISTAS PALESTINOS FERIDOS AO TENTAREM COBRIR MANIFESTAÇÃO EM JERUSALÉM ORIENTAL

O Sindicato dos Jornalistas Palestinos denunciou a repressão violenta de uma manifestação pacífica em Jerusalém Oriental ocupada realizada ontem, 29 de Abril, segundo informa a agência noticiosa palestina Ma'an. O sindicato afirma num comunicado divulgado que 13 jornalistas palestinos ficaram feridos ao tentarem cobrir a manifestação.

A polícia israelita tinha evacuado à força um sit-in pacífico organizado junto à Porta de Damasco da Cidade Velha de Jerusalém, com o objectivo de expressar apoio aos cerca de 1500 presos políticos palestinos que estão em greve da fome nas prisões israelitas desde há 14 dias.

Depois de desfilarem pelas ruas, gritando palavras de ordem de solidariedade com os grevistas da fome, os manifestantes foram perseguidos pela polícia israelita a cavalo. A polícia também rasgou e confiscou retratos de presos palestinos que os manifestantes levavam. As forças israelitas agrediram e detiveram quatro activistas.

Também pelo menos 13 jornalistas foram agredidos pela polícia israelita, numa tentativa de os impedir de cobrir a repressão contra os manifestantes. O comunicado do Sindicato dos Jornalistas informa ainda que as forças israelitas confiscaram as câmaras e outros equipamentos dos jornalistas.

No seu relatório anual de 2016, o Centro Palestino para o Desenvolvimento e as Liberdades dos Media (MADA) documentou 249 violações da liberdade de imprensa cometidas pelas autoridades israelitas.

[30.04.2017]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing