Home Actualidade ADOLESCENTE PALESTINA DE 16 ANOS, DE JERUSALÉM, CONDENADA A 6 ANOS DE PRISÃO POR TRIBUNAL ISRAELITA
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

ADOLESCENTE PALESTINA DE 16 ANOS, DE JERUSALÉM, CONDENADA A 6 ANOS DE PRISÃO POR TRIBUNAL ISRAELITA

Uma adolescente palestina de 16 anos, Manar Majdi Shweik, de Silwan (Jerusalém Oriental ocupada), foi condenada a seis anos de prisão pelo Tribunal Central israelita, no domingo 5 de Fevereiro.

Trata-se da mais jovem habitante de Jerusalém detida pelas autoridades israelitas. Segundo informa a agência noticiosa palestina Ma'an, a jovem, acusada de posse faca e de planear um ataque, já havia passado mais de um ano em detenção.

A polícia israelita deteve-a pela primeira vez em 6 de Dezembro de 2015 em Silwan, ao sair da escola, alegando ter encontrado uma faca na sua bolsa; não é claro o que motivou a revista. Na altura a Ma'an relatou que jovens palestinos filmaram a revista e detenção da adolescente com os sesus telemóveis, que mais tarde lhes foram confiscados.

Dois dias mais tarde, as autoridades israelitas libertaram Shweiki, mas em 22 de Dezembro de 2015 a polícia israelita voltou a detê-la. Também não é claro o que motivou a segunda detenção.

A sua sentença é a mais recente de uma vaga repressiva israelita contra jovens palestinos de Jerusalém, incluindo muitas mulheres.

De acordo com o grupo de direitos dos presos Addameer, entre os 7000 palestinos presos por Israel encontram-se 64 mulheres e cerca de 400 menores. Só entre Outubro de 2015 e Agosto 2016 foram presas 13 palestinas menores, algumas das quais foram feridas no momento da detenção.

[05.02.2017]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing