Home Actualidade COMISSÃO DO KNESSET VOTA PELO LEVANTAMENTO DE IMUNIDADE PARLAMENTAR DE DEPUTADO PALESTINO
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

COMISSÃO DO KNESSET VOTA PELO LEVANTAMENTO DE IMUNIDADE PARLAMENTAR DE DEPUTADO PALESTINO

A Comissão de Assuntos do Knesset (uma das comissões permanentes do parlamento israelita) votou hoje, 21 de Dezembro, pela retirada da imunidade parlamentar ao deputado Basel Ghattas (Lista Conjunta, coligação de partidos palestinos e da esquerda não sionista em Israel). O deputado é acusado de ter passado telemóveis a «presos de segurança» palestinos durante uma visita à prisão de Ketziot no passado domingo.

Ghattas informou que não renunciará voluntariamente à imunidade parlamentar. A decisão hoje tomada pela comissão terá ainda de ser aprovada no plenário do Knesset por maioria de dois terços. Esta medida consta de uma lei aprovada em Julho deste ano e visando precisamente os deputados da Lista Conjunta, que representam predominantemente os palestinos cidadãos de Israel (20% da população).

Basel Ghattas é membro do Balad (Aliança Democrática Nacional), um dos partidos que fazem parte da Lista Conjunta e que tem sido alvo de ameaças e perseguições das autoridades israelitas, ultimamente sob a forma de buscas na sua sede a pretexto de irregularidades financeiras. Em 15 de Setembro, por ocasião da morte de Simon Peres, Basel Ghattas afirmou no Facebook que ele «está coberto da cabeça aos pés de sangue palestino».

Recorde-se que, contrariamente aos presos de delito comum e aos presos judeus ultra-nacionalistas e racistas, os presos políticos e de segurança palestinos estão proibidos de usar telefones públicos.

[21.12.2016]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing