Home Actualidade JOVEM PALESTINO MORTO A TIRO POR FORÇAS ISRAELITAS
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

JOVEM PALESTINO MORTO A TIRO POR FORÇAS ISRAELITAS.

AUTORIDADE PALESTINA INSURGE-SE CONTRA SILÊNCIO DA COMUNIDADE INTERNACIONAL

A Autoridade Palestina acusou as autoridades de ocupação de Israel de matar palestinos intencionalmente, enquanto a comunidade internacional assiste em silêncio aos seus crimes. A acusação foi feita pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, comentando a morte às mãos das forças israelitas de Ahmad Hazem Ata al-Rimawi, de 19 anos de idade, no domingo (18 de Dezembro) de madrugada, na aldeia Beit Rima, nos arredores da cidade de Ramala, na Margem Ocidental ocupada.

Segundo testemunhas no local, o jovem palestino foi atingido no peito pelas forças israelitas. Um porta-voz das forças de ocupação declarou que as tropas israelitas «dispararam para o ar» para dispersar um grupo de umas 50 pessoas que arremessavam pedras.

O pai do jovem assassinado, Hazem Ata al-Rimawi, tinha sido solto há apenas três meses de uma prisão israelita após completar uma pena de 15 anos.

«Este novo crime vem somar-se à série contínua de execuções de palestinos nas terras palestinas ocupadas», afirma o comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros palestino, observando que as execuções fazem parte da política israelita de disparar munições reais contra os palestinos que protestam contra a ocupação militar e colonização das suas terras.

O comunicado sublinha que, ao passo que as forças de ocupação israelitas dispararam fogo real para dispersar um protesto palestino, matando Al-Rimawi, não usaram a mesma força para dispersar um protesto de colonos judeus perto de Ramala. «Esta política racista de Israel conduziu à execução de centenas de jovens palestinos que não representavam qualquer perigo», conclui o comunicado.

O jovem Al-Rimawi foi o 244.º palestino morto pelos israelitas em Israel, na Margem Ocidental ocupada e na Faixa de Gaza desde o início da vaga de distúrbios que começou em Outubro de 2015.

Nas cerimónias fúnebres, realizadas no próprio dia 18, participaram milhares de pessoas.

[19.12.2016]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing