Home Actualidade BENJAMIN NETANYAHU EQUIPARA OPOSIÇÃO AOS COLONATOS A «LIMPEZA ÉTNICA»
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

BENJAMIN NETANYAHU EQUIPARA OPOSIÇÃO AOS COLONATOS A «LIMPEZA ÉTNICA»

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, num vídeo divulgado na sexta-feira, rejeitou as críticas à construção de colonatos na Margem Ocidental ocupada, equiparando-as a uma «limpeza étnica» dos judeus.

«A direcção palestina na realidade exige um Estado palestino com uma condição prévia: nenhuns judeus. Há uma frase para isso: chama-se limpeza étnica», disse Netanyahu, após comparar os cidadãos palestinos de Israel aos israelitas judeus que residem na Margem Ocidental ocupada em colonatos considerados ilegais à luz do direito internacional. «Ninguém afirmaria seriamente que os quase dois milhões de árabes que vivem dentro de Israel são um obstáculo à paz. Isso é porque não o são. Pelo contrário. A diversidade de Israel mostra a sua abertura e disposição para a paz», afirmou.

As declarações do primeiro-ministro israelita provocaram indignação. Ayman Odeh, deputado ao Knesset (parlamento israelita) pela Lista Conjunta, coligação de partidos palestinos e da esquerda não sionista em Israel, classificou a comparação como «uma equivalência absurda entre uma minoria nativa que viveu nesta terra durante gerações — um povo à custa do qual o Estado de Israel foi fundado — aos colonos, que se mudaram para um território ocupado contra o direito internacional e ignorando e violando os direitos do povo da Margem Ocidental e de Gaza».

Ayman Odeh destacou igualmente declarações similares feitas por Netanyahu promovendo aquilo a que chamou a «realidade imaginada» do primeiro-ministro: recentemente Netanyahu tinha afirmado que a ocupação por Israel do território palestino era para benefício dos próprios palestinos. «[Netanyahu] sabe muito bem que os colonatos foram construídos a fim de expulsar comunidades palestinas inteiras da sua terra e aglomerá-las em torno das cidades palestinas, resultando na anexação de facto da maior parte da Margem Ocidental.»

Ahmed Majdalani, um conselheiro do presidente palestino Mahmoud Abbas, rejeitou as observações de Netanyahu como «mentiras». «São afirmações tontas», disse. «É Netanyahu quem realiza limpeza étnica todos os dias em Jerusalém e nos territórios palestinos anunciando (novas) unidades de colonatos… Os colonatos são uma guerra em curso.»

As declarações do primeiro-ministro israelita foram também alvo de uma reacção anormalmente crítica do Departamento de Estado dos EUA, cuja porta-voz, Elizabeth Trudeau classificou os comentários de Netanyahu como «não proveitosos» e «impróprios». «Obviamente discordamos fortemente da caracterização de que aqueles que se opõem à actividade de colonização ou a vêem como um obstáculo à paz estão de algum modo a apelar à limpeza étnica dos judeus da Margem Ocidental.»

Os comentários de Netanyahu surgem num momento em que Israel é alvo de duras críticas devido ao ascenso nos últimos meses da actividade de colonização, com planos para milhares de unidades habitacionais em Jerusalém Oriental e na Margem Ocidental ocupados. Desde que, há quase 50 anos, Israel ocupou militarmente a Margem Ocidental e anexou Jerusalém Oriental — acto que não é reconhecido internacionalmente —, foram construídos na Margem Ocidental uns 120 colonatos, em que vivem cerca de 400.000 judeus; em Jerusalém Oriental vivem cerca de 200.000 judeus israelitas.

Ver mais:

http://www.maannews.com/Content.aspx?id=773075

http://hosted.ap.org/dynamic/stories/M/ML_ISRAEL_PALESTINIANS?SITE=AP&SECTION=HOME&TEMPLATE=DEFAULT&CTIME=2016-09-09-12-51-46

http://www.nytimes.com/aponline/2016/09/09/world/middleeast/ap-ml-israel-palestinians.html?_r=1

[11.09.2016]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing