Home Actualidade CRIANÇAS PALESTINAS DE ESCOLAS DE HEBRON ATINGIDAS POR GÁS LACRIMOGÉNEO NO 2.º DIA DE AULAS
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

CRIANÇAS PALESTINAS DE ESCOLAS DE HEBRON ATINGIDAS POR GÁS LACRIMOGÉNEO NO 2.º DIA DE AULAS

Segundo uma notícia publicada pelo International Solidarity Movement, em 29 de Agosto forças israelitas do posto de controlo de Salaymeh em Hebron (al-Khalil), na Margem Ocidental ocupada, dispararam gás lacrimogéneo sobre alunos das escolas que tentavam dirigir-se a casa passando pelo posto de controlo altamente militarizado.

Para muitas crianças, o posto de controlo de Salaymeh é incontornável no caminho diário para a escola e de regresso a casa. As crianças que frequentam as escolas e jardins de infância da zona são sujeitas pelas forças israelitas a buscas das pastas, a interrogatórios e a detenção.

Na segunda-feira, segundo dia de aulas após as férias de Verão, quando as crianças estavam a começar a sair das escolas por volta do meio-dia, forças israelitas atiraram uma granada de atordoamento em direcção a um grupo de crianças. A granada caiu em frente a uma menina que se dirigia sossegadamente ao posto de controlo e que, assustada pela granada e pelo estrondo da explosão, correu para longe do posto de controlo, chorando. Entretanto, no posto de controlo, as forças israelitas recusaram abrir a porta para as crianças atravessarem, ao mesmo tempo que ordenavam a alguns rapazes que mostrassem as mãos; se estivessem sujas, seria a «prova» de que tinham atirado pedras.

Um pouco depois, as forças israelitas dispararam gás lacrimogéneo na direcção das escolas, num acto de punição colectiva, não somente de todos os alunos, mas do bairro inteiro. As crianças foram forçadas a fugir, chorando com os olhos vermelhos e tossindo por acção do gás.

Hebron (al-Khalil) é uma das maiores cidades da Margem Ocidental ocupada, com uma população de perto de 150.000 palestinos. Cerca de 700 colonos judeus instalaram-se no coração da cidade, sob a protecção de tropas israelitas, constituindo um foco permanente de provocações e violências, de que diariamente são vítimas também as crianças.

Fonte: https://palsolidarity.org/2016/08/school-children-tear-gassed-on-2nd-day-of-school/

[01.09.2016]

 
Desenvolvimento: Criações Digitais, Lda  |   Serviços:  Impressão digital  |  Webmarketing